Tito 1:9 - Apegado à palavra fiel, a qual é segundo o ensinamento dos apóstolos, de modo que tenha poder tanto para exortar pelo ensinamento saudável como para convencer os que se opõem. (RV)

Uma Introdução à Carta Aberta de Paul Wu

Em 2004, Titus Chu enviou o que aparentemente seria uma carta pessoal ao irmão Paul Wu em Taipei. O conteúdo da carta de Titus não combinava com a conversa que o irmão Paul tivera com ele e Paul simplesmente a arquivou, sentindo que essa comunhão com Titus não tivera qualquer impacto sobre ele ou sobre seu comportamento.

Pouco depois, um irmão da China continental veio a Paul com uma cópia da mesma carta perguntando-lhe se as alegações feitas nela por Titus eram verdadeiras. A carta afirmava que "alguns irmãos da Califórnia do sul" haviam acusado Paul de fazer uma obra diferente na restauração do Senhor e dizendo que havia uma possibilidade de haver uma divisão entre a obra de língua chinesa e a de língua inglesa. É claro, o irmão Paul deixou bem claro ao irmão que as alegações da carta de Titus Chu eram falsas. Paul também testificou ao irmão que os cooperadores estavam de fato em harmonia.

Recentemente, a mesma carta circulou outra vez, dessa vez por meio de Robin Lao (enviando e-mails do tipo spam anonimamente como "Mar de Vidro") e também colocou um site anônimo administrado por Simon Song e Jonathon Lin (sob o nome de "Irmãos Preocupados"). "Mar de Vidro" fez uma declaração adicional que a carta era uma evidência de que havia uma "luta pelo poder" acontecendo entre o Living Stream Ministry e a Taiwan Gospel Book Room. Nas rebeliões passadas, os ataques do inimigo Satanás foram centrados no irmão Witness Lee e em sua editora e escritório ministerial, o Living Stream Ministry e a Taiwan Gospel Book Room. Assim, hoje, durante a época atual de dissensão, os ataques do inimigo têm centralizado sobre os cooperadores que servem juntos no ministério de uma forma entremesclada e no Living Stream Ministry, e na Taiwan Gospel Book Room.

Depois de receber o recente e-mail spam, nós contatamos o irmão Paul para perguntar-lhe sobre o conteúdo da carta da parte de Titus e do e-mail. Sua resposta por escrito é o que se segue:

5 de abril de 2007

Amados Irmãos,

Uma carta enviada por Titus Chu em 2004 para mim foi publicamente colocada na Internet. Aquela carta também está sendo enviada aos santos em e-mails que fazem a declaração falsa de que há uma luta pelo poder entre a Taiwan Gospel Book Room e o Living Stream Ministry. Não há nem houve tal coisa como "luta pelo poder". TGBR e LSM estão levando a cabo uma única obra em plena harmonia e unanimidade. Tais relatos malignos, por escrito e oralmente, devem ser rejeitados.

A carta de Titus Chu atribui a mim palavras que eu não proferi. Por exemplo, eu não disse que "alguns irmãos líderes da Califórnia do sul" disseram que eu ou o irmão Andrew Yu estamos fazendo uma obra diferente. Aquelas declarações são um falso testemunho contra os cooperadores. Além disso, eu não "salientei" que havia qualquer divisão entre as línguas na obra do Senhor. Não há tal coisa. Esses são relatos malignos e falsos espalhados por Titus Chu usando o meu nome. Eles devem ser rejeitados pelos irmãos e irmãs.

A carta de Titus Chu omite o verdadeiro conteúdo de minha conversa com ele. Em nossa conversa, eu instei com Titus para não continuar a trabalhar em Taiwan, mas para voltar aos Estados Unidos a fim de ter mais comunhão e aprender a ser um com os irmãos lá. Em vez de me dar atenção (e a muitos outros irmãos), ele causou divisão entre diversas igrejas na América do Norte e no Extremo Oriente. É por isso que Titus Chu foi posto em quarentena tanto pelos cooperadores como pelas igrejas.

Pouco depois de eu ter recebido a carta de Titus Chu em 2004, um irmão me trouxe uma cópia dela dizendo que estava circulando na China. Isso só pode ter sido iniciado por ou pelos menos com a cumplicidade do próprio Titus. Ela mostra que sua verdadeira intenção era minar a unidade entre os líderes e as igrejas na China, e introduzir confusão de modo que Titus pudesse ter espaço para fazer sua obra particular na China. Esse uso ilícito de uma carta que eu não escrevi para declarar que disse algo que eu não disse deve esclarecer que tipo de carta é essa de Titus.

O propósito de Titus ao escrever, claramente não é para meu consolo e encorajamento. Aquilo foi um pretexto pelo qual ele pôde fazer um show falso para os outros e acusar os cooperadores em meu nome. Eu não terei meu nome associado às tentativas de Titus Chu de semear discórdia entre os irmãos.

Nele,

Paul Wu

Além das correções, o irmão Paul faz uma avaliação da sua conversa com Titus Chu e há alguns exemplos na carta de Titus a Paul que ilustram os erros e as inconsistências que Titus Chu expressou a respeito do ministério:

  1. Titus Chu escreveu: " Nesses dois mil anos o Senhor levantou muitos servos como apóstolos, como profetas. Eles todos estão fazendo a mesma única obra." O testemunho claro da história da igreja, confirmado pelos ministérios de Watchman Nee e Witness Lee, é que os ministérios diferentes de muitos irmãos dotados, a despeito de terem sido usados pelo Senhor até certo ponto, resultaram em divisões após divisões no Corpo. Por esse motivo, aqueles ministros não podem ser vistos como levando a cabo a "única obra" para a edificação do único Corpo de Cristo.

    Precisamos ver esse princípio no decorrer de toda era cristã. Todos os problemas, divisões e confusões vieram da tolerância aos ministérios diferentes. Muitos mestres cristãos conhecem o perigo desses ministérios; contudo, os toleraram. Tem havido tolerância a ministérios diferentes. Não devemos crer que, na restauração do Senhor, a longo prazo, eles nunca mais penetrarão sorrateiramente. Pelo contrário, devemos estar alertas. Tal perigo está à nossa frente. Se não formos vigilantes, se formos descuidados, de um modo ou de outro o inimigo usará sorrateiramente alguns meios ou maneiras de introduzir ministérios diferentes. Tal coisa terminaria com a restauração do Senhor. ( Treinamento de Presbíteros, Volume 1: O Ministério do Novo Testamento, p. 20)

  2. Titus Chu escreveu: " O Senhor ganhou os irmãos Nee e Lee nesta era. Eles se tornaram os porta-vozes do único ministério neotestamentário nesta era." Concordamos plenamente com essa afirmação. Entretanto, menos de dois anos depois de escrever isso, Titus Chu e seus obreiros começaram a se opor abertamente ao falar dos cooperadores sobre os irmãos Lee e Nee como sendo os "ministros da era" e a ensinar que há muitos desses ministros (presumivelmente incluindo o próprio Titus). Ou Titus Chu não foi sincero no que escreveu a Paul Wu ou ele estava inseguro em sua compreensão da verdade.
  3. Titus Chu também escreveu: " É infantil que uma igreja local declare independência! Igualmente, é carnal uma igreja local declarar que pertencem a um obreiro particular!" Novamente, concordamos. Ainda assim, Titus tem ficado ostensivamente silencioso acerca das ações de certos obreiros e líderes nas igrejas associadas a ele, ações tomadas logo depois de sua reunião com aqueles obreiros e líderes. Estes tomaram atitudes como:
    1. Maliciosamente rejeitaram e publicamente desprezaram a quarentena efetuada mediante muita oração e comunhão no Corpo, conforme representada pelos cooperadores e igrejas em toda a terra;
    2. Revelar sua intenção de designar obreiros específicos à sua escolha como seus "apóstolos" com os quais eles terão um relacionamento especial, contrário a 1Co 1:12;
    3. Declarar que a base singular da igreja deles é diferente da base comum de todas as igrejas locais na base da unidade; e
    4. Estabelecer uma estrutura corporativa secular com autoridade sobre os assuntos espirituais da igreja, até mesmo a ponto de os "Diretores" da associação poderem rejeitar as decisões dos presbíteros, suspendê-los de sua função na igreja, disciplinar os membros e até mesmo retirá-los das reuniões, etc.

É triste ver até que ponto chega o comportamento dúplice e a extrema degradação da verdade exibida nas ações desses irmãos. Ainda assim, fatos são fatos e precisamos encará-los. Sabendo que o inimigo de Deus está atacando aquelas questões que são mais essenciais para o Senhor edificar Seu Corpo e findar esta era, precisamos nos posicionar absolutamente a favor dos interesses do Senhor.

© 2006-2018 DCP. Todos os direitos reservados.
O DCP é um projeto que visa defender e confirmar o ministério neotestamentário de Watchman Nee e Witness Lee, e a prática das igrejas locais.
email